Alugar um imóvel envolve muitas questões que devem ser avaliadas, burocracias e documentos. Quando esse imóvel faz parte de um prédio ou condomínio, essas demandas podem aumentar. Afinal de contas, você irá dividir um espaço em comum com outras pessoas.

Por isso, nesses lugares existem alguns custos que devem ser pagos para a manutenção de áreas que são partilhadas, além do que você deve bancar dentro da sua casa ou apartamento. As despesas extraordinárias e ordinárias são alguns desses custos. Mas você sabe o que são elas?

No artigo de hoje iremos te explicar o que são essas despesas e de quem é a responsabilidade de arcar com cada uma delas. Quer saber mais sobre o assunto? É só continuar a leitura do artigo!

Despesas extraordinárias

Segundo o artigo 22 da Lei nº 8.245/91,  as despesas extraordinárias são aqueles custos que não são frequentes. Ou seja, não esperamos, acontecem por acaso. Por exemplo, vazamentos, reformas, indenizações trabalhistas, instalação de novos sistemas, entre outros.

Normalmente são  gastos que aparecem do nada, não são planejados. Mas, segundo a Lei do Inquilinato, as despesas extraordinárias, devem ser pagas pelo proprietário do imóvel. Em alguns casos, podem existir acordos onde o inquilino irá pagá-las, mas depois o valor deverá ser descontado no aluguel.

Despesas ordinárias

Na mesma lei, artigo 23, temos as despesas ordinárias. Elas são gastos frequentes que acontecem para a manutenção do condomínio ou prédio. Por exemplo, salários, gastos administrativos, encargos fiscais e trabalhistas, consumo de água, luz, gás, material de limpeza, seguros e etc.

Essas taxas são pagas pelo locatário do imóvel, pois é ele que está de certa forma consumindo o que será quitado. Por serem custos fixos, é mais tranquilo para você se planejar e ter uma previsão de gastos ao longo dos meses. Assim, não irá ficar apertado e nem ter surpresas desagradáveis.

Resumindo: as despesas extraordinárias são gastos com melhorias para o prédio ou condomínio. E as despesas ordinárias são manutenções, pequenos ajustes emergenciais e gastos fixos para preservar e melhorar os ambientes em comum.

Responsabilidades com as despesas

Explicamos rapidamente de quem é a responsabilidade de cada uma dessas despesas. Mas vamos esclarecer novamente de forma mais detalhada, para que você não fique com dúvidas e consiga ter uma boa relação com o dono do imóvel, onde cada um sabe ao certo os seus direitos e deveres.

As despesas extraordinárias são pagas por quem está colocando o imóvel para alugar, ou seja, o dono. Por serem gastos que não são planejados, que normalmente envolvem um custo maior e que são para melhorias na áreas comuns a longo prazo, o inquilino não deve se preocupar com elas.

Já as despesas ordinárias serão quitadas pelo locatário, ou seja, quem aluga o imóvel para morar. Essa pessoa deve se planejar e saber que é ela quem irá arcar com esses custos. Como são manutenções e gastos do ambiente comum, ou seja, coisas que ele usufrui no dia a dia, as contas ficam com ele.

Só é preciso prestar atenção antes de se mudar, pois se existir alguma despesa ordinária em atraso, essa será de responsabilidade do locador pagar. O inquilino deve arcar com os custos só do período em que está morando no imóvel. Por isso, é importante também deixar tudo pago corretamente antes de entregá-lo ao proprietário.

Algumas orientações

As dicas que te damos para você não ter problemas na hora de pagar as despesas são:

1- Fique ciente dos gastos

Antes de se mudar, é fundamental que você já procure saber qual é a média de valor das despesas que você terá que arcar. Dessa forma, você consegue se planejar com calma e não passar apertos e nem ter problemas no prédio ou condomínio.

2- Tenha uma reserva

É importante manter um fundo de reserva, pois nunca sabemos o que irá acontecer – não só em áreas em comum, como também dentro de nossas casas. Por isso, ter um dinheiro guardado te ajuda a não passar por apertos.

3- Se relacione bem com o locador

Mantenha uma boa relação com o seu locador e com a imobiliária onde você alugou o imóvel. Isso é relevante para que tudo saia da melhor forma. Quando cada um sabe quais são as suas responsabilidades, a chance de existirem problemas é bem menor.

4- Saiba dos seus direitos e deveres

E, por último, fique ciente de quais são as suas responsabilidades com o imóvel e saiba que gastos sempre irão existir. Quando o locador e o locatário sabem dos seus direitos e deveres, é mais fácil evitar dificuldades e conseguir viver de forma tranquila com a sua família no local em que escolheu.

Esperamos que você tenha entendido o que são despesas extraordinárias e ordinárias. Isso com certeza irá te ajudar nas questões do prédio ou condomínio e com o dono do imóvel, fazendo com que tudo corra bem!

Quer ter acesso a mais conteúdos como esse? É só curtir nossa página no Facebook e no Instagram. Sempre temos novidades por lá!

Deixe seu comentário